6 de fev de 2012

Quem é você, Alasca? - John Green

Editora: Martins Fontes
Páginas: 229

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras — e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez. Quem é você, Alasca? narra de forma brilhante o impacto indelével que uma vida pode ter sobre outra. Este livro incrível marca a chegada de John Green como uma voz importante na ficção contemporânea.






O meu interesse pelo livro surgiu após assistir à um vídeo da Etiene do blog "Aprendiz de Cinema". Procurei saber mais sobre ele e vi que a opinião de todos que leram era muito positiva. Resolvi arriscar e agora também faço parte do fã clube da Alasca.

O livro conta a estória de Miles Halter, um garoto de dezessete anos que ama ler biografias e decorar as últimas palavras de diversas pessoas que ilustraram o passado da humanidade. Decidido a acabar com sua vida monótona e ir em busca do "Grande Talvez", Miles matricula-se em um colégio interno chamado Culver Creek. Lá ele encontra Coronel, Alasca e Takumi, seus novos e únicos amigos.

De todas as pessoas do colégio, Alasca é a que mais chama a atenção de Miles. Uma garota tão desperta e viva, que é impossível não admirá-la. O pequeno Halter se encanta por ela, mesmo notando seu jeito difícil e diferente. Aliás, diferente é a palavra ideal para Alasca, poderia tentar descrevê-la em diversas faces, mas seria um trabalho muito complicado para uma simples resenha. Defino a moça então em três palavras: autêntica, questionável e principalmente... misteriosa.

Como eu disse anteriormente, eu li algumas resenhas sobre o livro antes de iniciar a leitura, muitas pessoas diziam que acarretava uma mensagem muito bonita e por isso eu achava que acabaria contendo uma narrativa mais pesada, mas me surpreendi. John Green conseguiu equilibrar diversão com assuntos delicados. O Coronel, por exemplo, adora passar trotes no diretor e nos outros colegas mas é um gênio na matemática e Alasca é uma menina problemática que adora ler romances e questionar a razão das coisas, mas que acaba aprontando mais do que todos os garotos juntos.

"Quem é você, Alasca?" tem tudo o que um bom livro precisa ter. É marcante, emocionate, faz com que o leitor fique horas pensando sobre os assuntos abordados, é divertido e diferente de tudo o que já li. Recomendo à todos, sem distinção, pois acredito que todas as pessoas precisam, assim como o Miles, ir em busca do "Grande Talvez" da vida.

"Se as pessoas fossem chuva, eu era garoa e ela, um furacão.”  Pág. 91
-

10 comentários:

  1. Olá Andresa!
    Já li muitas resenhas sobre esse livro, mas essa me deixou mais interessada. A forma com que tu fala sobre o livro é adorável e desperta mesmo o interesse do leitor, sem revelar grande parte da história.
    Fiquei curiosa sobre as descobertas de Miles e principalmente como sua vida será depois de sair da monotonia da sua vida pacata. Realmente o livro parece ser muito interessante e reflexivo, mas o grande ponto é tratar o assunto de uma forma divertida e diferente, como você disse.

    Beijos,
    @umalimonada - http://samyaquino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu amo esse livro, sem mais! É incrível, tudo incrível. Um dos meus preferidos e releria ele diversas vezes hihi
    Adorei a resenha! (:

    Beijos, Livros e Coisas menos Incríveis.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a frase, a capa. Céus preciso ler esse livro. Sua resenha ficou muito boa ;D
    Sem falar que o site aqui é lindo. Eu já estou seguindo.
    Te espero em uma visitinha lá no Pausa também.

    www.pausaparaumcafe.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu li este livro e adoreiiiii! Foi inspirador! Agora, EU estou em busca do meu "grande talvez"...kkkkkkkkkkkk!

    Bjo,
    Daniela Tiemi
    www.livrosfilmesemusicas.com.br

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Andresa. Que bacana!
    Fiquei ainda mais curiosa agora, to louca pra ler *-*
    Sua resenha foi muito boa e o quote me deu parada cardíaca :}
    beeijos,
    Jups | Up Sagas

    ResponderExcluir
  6. Essa citação é linda! E eu adorei o livro, parece ser super maneiro, nunca tinha visto nada sobre ele antes, nossa.
    Beijão!
    Juliana | Up Sagas

    ResponderExcluir
  7. Oi Andresa!
    A primeira coisa que me chama atenção nesse livro é essa capa linda <3
    O enredo é um caso a parte (eu ainda n li), mas pela sinopse e várias resenhas, n tem como eu achar que é ruim.
    E realmente todo mundo diz que o livro deixa uma msg muito legal pra gente.
    bjs,
    tudo por um livro.

    ResponderExcluir
  8. Há muito tempo fiquei com vontade de ler algum livro do John Green, depois fui deixando de lado, mas com a sua resenha quem sabe eu não compre!

    Achei estranho que depois do sucesso que foi Quem é você alasca? Não foi lançado os outros livros dele aqui..

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca tinha ouvido falar do autor nem do livro, mas só pela resenha fiquei interessada. Principalmente com esse título. Se parar pra pensar, Alasca é um nome bem legal ne ? :D hahahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se
    expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso...
    se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas
    religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias
    cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus
    jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa
    do livro é linda ela traz o universo como tema.

    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal