25 de set de 2012

O começo do adeus - Anne Tyler


Editora: Novo Conceito
Páginas: 208
Resenhado por: Ana Paula da Cruz

Com deficiência no braço e na perna direita, Aaron passou sua infância tentando se livrar de sua irmã, que queria mandar nele. Então, quando conhece Dorothy, uma jovem tímida e recatada, ele vê uma luz no fim do túnel. Eles se casam e têm uma vida relativamente modesta e feliz. Mas quando uma árvore cai em sua casa, Dorothy morre e Aaron começa a se sentir vazio. Apenas as aparições inesperadas de Dorothy o ajudam a sobreviver e encontrar certa paz. Aos poucos, durante seu trabalho na editora da família, ele descobre obras que presumem ser guias para iniciantes durante os caminhos da vida e que, talvez para esses iniciantes, há uma maneira de dizer adeus.




“O Começo do Adeus” de Anne Tyler foi um livro muito leve de ler, uma escrita magnífica. Com a narrativa em primeira pessoa, as palavras se conectavam de tal forma que parecia que eu estava ouvindo o Aaron me contar pessoalmente sobre a vida dele, e quando me dei conta já havia acabado.

Apenas não gostei muito do modo como as coisas aconteceram, creio que foi mais pela ideia que eu fiz ao ler a sinopse, que foi completamente divergente da que foi apresentada no livro. Mas mesmo assim eu gostei muito da leitura.

Aaron nos conta a história de sua vida com uma intensidade marcante. Deixa-nos a par de como foi crescer sob os cuidados exagerados da mãe e da irmã Nandina, ambas super-protetoras, devido as suas limitações nos membros do lado direito. E como se sentiu livre quando conheceu sua quieta e rechonchuda Dorothy, uma médica séria e desorganizada, mas que se mostrou o ideal de mulher para Aaron, apesar das diferenças gritantes entre os dois.

Porém, em um dia comum, um acidente acontece e Dorothy morre. Com sua casa e seu coração devastados, Aaron volta a morar um tempo com sua irmã. Tudo o que Aaron pretendia era continuar levando sua vida normalmente mesmo com o coração despedaçado, mas o que ele não imaginava era que Dorothy apareceria novamente.

Porque agora? Era a pergunta que Aaron se fazia constantemente. Porém não buscava realmente uma resposta. Apenas queria sentir o cheiro de Dorothy e sua presença, só mais um pouco, até que a dor passasse.

Mas a consciência é traiçoeira, e aos poucos e com os aparecimentos de Dorothy, Aaron finalmente entende certas coisas que, em vida, Dorothy não havia conseguido explicar a ele tão claramente quanto em morte, fazendo com que Aaron consiga superar essa perda.

Com a ajuda de vizinhos, sua irmã, a estimada amiga de infância Peggy, que é secretária na editora, e o querido Gil, o empreiteiro que se tornou um ombro amigo mais do que necessário para Aaron, ele vai conseguindo seguir com sua vida e sabe que, agora, algumas coisas finalmente vão mudar. Ele começará a dizer Adeus a tudo que ficou no passado.

“No entanto, não consegui detectar perfume algum. Em vez disso, senti cheiro de... Bem, era mais o menos como álcool isopropílico, um cheiro menos pronunciado, delicado, de álcool flutuando na brisa, misturado a sabonete Ivory. O perfume exato da minha mulher.” Pág. 134

25 comentários:

  1. "O começo do Adeus" será o próximo livro que irei ler. Recentemente, perdi um vizinha muito querida. Ela e seu marido, que já estavam juntos há 50 anos, viveram muito felizes. Agora ele está tendo que aprender a viver sem a companhia dela, e devo dizer que está sendo muito difícil. Esse livro me lembra da estória deles.
    Lindo demais. Adorei a resenha.

    Beijos, até mais.
    enfimdeasasabertas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Débora. A história é exatamente sobre como, um dia após o outro, a gente vai voltando a viver após uma grande perda. Vale a pena. Obrigada. :)
      Beijo.

      Excluir
  2. Ami a resenha, pretendo lê-lo em breve! NC arrasando novamente,l super legal a postagem!
    Beijos! *_*
    http://bobagemdagente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Estou morrendo de vontade de ler o livro! Parece ser muito bom! Além de ser bem pequenininho e o tema parece ser muito legal.
    Será um dos próximos que lerei e espero gostar! Nossa, e é bem bonita a história e me parece que vou gostar e chorar rsrsrsrs

    Um beijo,.
    Milena - http://divertletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. O amor tem dessas coisas... a saudade nos faz até sentir o cheiro, né??? temas que nos remetem a acreditar na beleza da mudança e na força interior que temos sempre, sempre são muito gostosas. Viva (em todos os sentidos) pessoas como Aaron e Dorothy... e como a Ana Paula, que eu amo, acredito e aposto! sucesso minha mocréia favorita, heheheh.. parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bah, Dinda. Me emocionei. Palavras lindas. <3 Não consigo nem responder a altura. Te Amo e Obrigada! Pela força, pela ajuda sempre, por tudo.

      Excluir
  5. O livro parece ser muito bom e parece ter uma "lição" por trás da história.
    Pretendo ler em breve, me chamou bastante a atenção!
    :D
    Parabéns pela página e pela resenha.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Andresa! Estou ansiosa para ler O Começo do Adeus! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Vanessa, mas quem escreveu a resenha dessa vez foi a Ana Paula :D Os créditos são para ela, rs. Beijos

      Excluir
  7. Olá! O livro parece bem triste, hum?
    Sou uma chorona de plantão... =P
    Quero muito lê-lo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo contrário, Sabrina. (:
      Ele é o oposto. É o Aaron se reerguendo depois da tristeza, e mostrando toda a beleza de se conseguir seguir em frente, apesar das complicações. Leia. Tu vai adorar! Recomendo.

      Excluir
  8. Deve ser realmente muito emocionante, quero muito ler! =)

    ResponderExcluir
  9. Esse é um livro que eu venho querendo ler já faz algum tempo, desde o lançamento. Gosto de livros mais sentimentais e emocionantes, e acho que 'O Começo do adeus' faz bem esse gênero. Parabéns pela resenha ;D

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Curti a resenha. Acho que será uma de minhas próximas leituras! (mesmo que seja bem mais pra frente).

    ResponderExcluir
  11. Estou doida para ler esse livro. Achei a capa linda e a sinopse bem atraente!

    ResponderExcluir
  12. Parece uma obra muito interessante, quero ganhar o sorteiooo!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a resenha,a capa e o livro parece ser muito bom´quero lê-lo o mais rápido possível

    ResponderExcluir
  14. Que linda resenha!
    O livro parece ser muito bom,eu adorei o tema e fiquei super curiosa,muita gente o elogiando =)

    Beijooss,
    Jennifer

    ResponderExcluir
  15. Eu adorei a resenha , gostei da tematica do livro, fiquei curioso para ler e tbem gostei da capa e do nome ....

    http://vampleitores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Cíntia Abs da Cruz7 de outubro de 2012 17:55

    Gostei muito. Foi muito bom acompanhar a leitura do livro e todo o processo da escrita da resenha.
    Te amo filhota, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  17. Sinceramente não é o gênero de livro que gosto de ler, mas essa história me pareceu interessante. Só espero que ele não tenha uma narrativa muito arrastada.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  18. Não sei se é o tipo de livro que gosto porque muitas vezes a leitura de um livro te surpreende, lendo as resenhas temos alguma idéia do que possa ser a história do livro, mas na verdade só lendo mesmo para descobri-la. Estou participando da promoção, assim se ganhar o livro vou descobrir mais sobre ele.
    um abraço
    Gisela - Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  19. No inicio nao tinha gostado mt desse livro, achei ele meio depre demais, ate msm pelo titulo. Mas agora simpatizei mais com ela, parece ser mt boa e sua resenha tbm ficou mt boa.
    bjim

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal