3 de out de 2012

Bela Maldade - Rebecca James

Editora: Intrínseca
Páginas: 302
Resenhado por: Victor Lopes

Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...



Chocante! Essa é a palavra que melhor descreve "Bela Maldade".

Na história, Katherine é uma jovem solitária que passou por uma grande tragédia. Depois de muito tempo vivendo apenas por viver e sentindo-se culpada, ela finalmente conhece Alice, uma garota popular que logo se torna sua grande amiga. Porém o que vem em sequencia na amizade das duas é assustador e doentio, envolvendo os amores, as amizades e o passado tão secreto de ambas.

Eu nunca havia lido nenhum livro desse tipo e mesmo lendo a sinopse não sabia bem qual seu gênero exato. Um YA ou sobrenatural? Na verdade "Bela Maldade" é um drama, e é extremamente forte e real!

A trama é incrivelmente bem construída, a princípio não se sabe praticamente nada sobre a personagem principal, Katherine, mas aos poucos seus segredos vão sendo revelados de maneira que cada capítulo guarda uma surpresa e coloca mais uma peça nesse grande quebra-cabeça. Você consegue sentir os conflitos da personagem principal, e acaba se colocando no lugar dela.

Aliás, todos os personagens foram muito bem criados e desenvolvidos, não há nenhum deles que não tenha um papel realmente importante no enredo. Isso faz com que se crie sentimentos por eles, seja de amor, ódio ou pena. 

Rebecca James tem uma escrita forte, mas que não te cansa, nem mesmo nas cenas mais tensas. Ela consegue contar o que acontece na vida de Katherine e no capítulo seguinte voltar ao passado e explicar os motivos das tristezas da personagem, ou até seguir para o futuro, para que possamos ver o que sua vida se tornou. Isso sem tornar a história confusa, pelo contrário, é aí que tudo vai fazendo sentido.

E da mesma maneira fantástica que o livro é iniciado, ele é finalizado. Com tudo em seu devido lugar, trazendo uma história de culpa, ressentimento, sofrimento e perdas. Mas mostrando que apesar de qualquer dor ainda se pode viver bem. E não, não é um livro de autoajuda, mas ainda assim ele ensina muita coisa e mostra características humanas talvez desconhecidas pela maioria e que podem ser assustadoras.

2 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Andresa! Já li Bela Maldade e curti bastante. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Uau, que resenha *o* Comprei esse livro à um tempinho atrás numa promoção, mas até hoje não o li, depois da sua resenha irei ler ele com certeza, me animou muito. Bjs :*

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal