5 de mar de 2013

Pobre Não Tem Sorte - Leila Rego


Editora: All Print
Páginas: 248

Toda garota do interior sonha em se casar com o cara de seus sonhos, ter uma casinha, filhos e ser feliz até que a morte os separe, certo? E se esse cara for lindo, rico, super fashion e divertido? E se tal "casinha dos sonhos" for um mega apartamento no melhor bairro da cidade? Uau! Mariana encontrou o cara perfeito e vai se casar com ele! E nada de casinha! Isso é coisa de gente que pensa pequeno. Mariana vai ter o apartamento dos sonhos que já vem incluso no pacote: case com um homem rico e vá morar em grande estilo. E quanto a filhos e ser feliz até que a morte os separe... Bem, ela ainda não pensou nesses detalhes. Afinal as prioridades vão para as coisas bem mais interessantes como, por exemplo, o vestido de noiva perfeito, o que o colunista vai dizer sobre o seu casamento no tablóide de domingo, o que as amigas e inimigas irão comentar, quem entrará na lista de convidados para sua despedida de solteira, etc. Mas isso só sura até um dia em que Mariana... Bom, leiam o livro e descubram.


Algumas pessoas pensam que o famoso chick-lit é apenas uma história divertida escrita para o público feminino. Pensam que são livros bobinhos e com personagens engraçados que não agregam nada para nossas vidas... apenas diversão. Mas, de repente, surge uma autora chamada Leila Rego e joga um balde de água fria em todo mundo que pensava que chick-lit era apenas isso. Leila nos mostra, do jeito mais irônico e engraçado, como a futilidade e o consumismo se instalam na vida das pessoas e acabam sendo prejudiciais à vida.

Obviamente é um livro divertido e isso é o melhor de tudo, porque mesmo sendo uma história que dá um belo "tapa na cara da sociedade", consegue ser sarcástica. A leitura flui levemente e mal se percebe que o livro chegou ao fim.

A nossa querida protagonista que quer ser rica mas não é, se chama Mariana Louveira. A moça vive no interior de São Paulo com seus pais e sua irmã mais nova. Mariana conhece Eduardo quando estava fazendo um cursinho pré-vestibular, se apaixonou e está noiva dele! Porém, quando percebe que está com um cara riquíssimo, decide que quer tudo do bom e do melhor e se torna a Miss Futilidade do Ano.

Mariana só pensa em roupas, sapatos, grifes, marcas, e se importa muito com o que o P.O.V.O ("Pessoas Ocupadas [demais] com a Vida dos Outros” pág. 18) pensa sobre ela. Mas como pobre não tem sorte, as coisas não vão bem como Mariana esperava e de repente tudo desmorona e faz com ela tente descobrir novamente quem ela é, ou o que se tornou...

Agora, caro leitor, você deve estar pensando: "Ah, mas o final dessa história é muito previsível", e eu te respondo: NÃO É! NÃO É PREVISÍVEL! Isso me deixou chocada, afinal a maioria das histórias do gênero são um pouco previsíveis, mas Pobre Não Tem Sorte me surpreendeu demais e me deixou desesperada por uma continuação!

Os personagens são muito bem caracterizados, desde Mariana Louveira até a empregada que trabalha na casa. Todos eles possuem um jeito único e bem detalhado, tornando a história mais viva. Adorei o jeitinho de cada um deles, eu não mudaria nada.

O mais engraçado é que em certas situações, mesmo tentando não aceitar, nos identificamos com a protagonista... Afinal quem nunca ficou desesperado porque queria comprar algo que não poderia pagar? Vivemos no século do capitalismo selvagem, a maioria das pessoas já passou por essa situação ou passam por isso diariamente. É fato! 

Me apaixonei por este livro e pela escrita da Leila Rego. É o tipo de história que eu preciso indicar para várias pessoas que conheço se é que vocês me entendem, haha. ♥

"Mas, não sou rica. Não sou mesmo. E esse é o meu carma. Sabe de quem é a culpa? Do Sr. Destino. É verdade. O infeliz estava totalmente distraído quando chegou a minha vez de nascer." Pág. 16

14 comentários:

  1. Ameeeeei a resenha!
    Já tinha ouvido falar nesse livro e nunca tinha lido uma resenha que me chamasse tanto a atenção. Já li chick-lit, como Melancia, e AMEI! Mas esse parece ser bem diferente e ainda bem divertido.
    Espero em breve poder lê-lo. ;)

    Beijos,
    Hannah - Secrets of Book.

    hannahmonise@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. Gosto tanto de ver resenhas de livros nacionais *-*
    É muita histórialegal, muita coisa boa e que merece ser lida, valorizada e apostada. Ah, e virar bestseller. haha
    Fiquei com vontade de ler "Pobre não tem Sorte". Assim que você falou chick-lit lembrei de "Melancia", como a Hannah citou acima. No desenrolar do texto a vontade aumentou, especialmente quando disse que o final não é previsível, pois deixa a história ainda mais interessante.

    Caroline
    Blog Faíscas Voam

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha e amei saber que o livro não tem um final previsível, porque eu achava que tinha :x Sou louca pra ler esse livro, parece ser bem divertido e ele tá no topo da minha wishlist, mas quando for comprar, vou comprar logo o 1 e o 2 pra não ficar morrendo de curiosidade.
    Beijos
    Raiana - Território Pop
    raiana_pvh@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ameiiiiiiiii a resenha .....
    Depois que eu vi o vídeo fiquei louca para ler.....
    Amei a resenha, parece ser bem gostoso de ler.Depois tentarei compra-lo.
    Beijos. Parabéns pelo blog.
    Jessy- Uma Garota Diferente
    jbambirrastos@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Amei a resenha, já tinha ouvido falar desse livros e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler o livro, agora que você falou que o final é previsível. Com certeza vai ser um dos próximos livros que vou comprar, a história parece bem legal. Beijos
    thami.7@itelefonica.com.br

    ResponderExcluir
  7. PNTS parece ser muito divertido. Eu acho a capa muito bonita e já ouvi muitas críticas positivas a respeito dele! *-*
    helviocald@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ah, já li algumas resenhas deste livro. Não li tantos chick-lits ainda, mas confesso que adoro o gênero.Gosto das autoras brasileiras, alem de escrever super bem, parece que o bom humor do nosso povo se mistura entre as palavras.
    gabriellelorrainecastro@hotmail.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha q adoro ver autores nacionais ganhando espaço e escrevendo situações em que nós nos identificamos!!! Quero ler este livro...

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da resenha. Já faz um bom tempo que quero ler esse livro mas nunca tinha lido uma resenha como a sua. Agora minha vontade aumentou e eu realmente quero ler esse livro :)

    — paloma96sa@hotmail.com

    ResponderExcluir
  11. Olá Andresa!
    É muito bom conhecer ótimos livros de autores nacionais por meio de resenhas em blogs e afins! Aqui não foi diferente! Já tinha visto o livro em um outro momento e não imaginei que pudesse ser tão bom! Gosto bastante de chick-lit. Mas não foi só isso que me chamou a atenção ao ler a resenha, mas também a pitada de sarcasmo. haha Amo livros assim, que mostram a verdade com humor! E é verdade, eu, por exemplo, estou sempre desesperada por não ter money suficiente para comprar tudo o que desejo! hehe
    Estou ansiosa pela leitura do livro! :)

    Beijos,
    Andreza Galvão
    andrezargalvao@gmail.com

    ResponderExcluir
  12. Amo chick-lits, e esse com certeza irá para minha wishlist literária ^-^ ...e esse final nada previsível? #Surpresa Sério? Caramba, preciso ler! Aproveito e compro logo os dois livros de uma vez para não perder tempo, hehehe :D
    Bjos...
    mellody_raissa@hotmail.com

    ♥ SammySacional ♥
    ♥ Dando Uma de Escritora ♥

    ResponderExcluir
  13. Adoro os livros da caixinha, realmente são muito bons! sou apta aos chick-lit, realmente é uma tema que eu curto rs!

    email: kelry_caroline@hotmail.com

    ResponderExcluir
  14. Sinceramente, quando eu vi chick-it já pensei que seria como outros que já li... mas seu comentário me intrigou. Colocar para refletimos um pouco sobre o jeito capitalista é interessante, e misturar com humor e sarcasmo (eu adoro escritas sarcásticas) aumentou a minha ansiosidade de ler... já pensando nesse fim que não é imprevisel.
    Não conheço a escrita da Leila Rego :( mas adoraria conhecer essa sua obra com humor sarcastico. E o tem é bem interessante, algo que acontece muito com boa parte das pessoas.
    e-mail: manu15sandra@hotmail.com

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal