6 de fev de 2014

Estrada Livre - Naila Barboni

Editora: Novo Século
Páginas: 472

Duas famílias prestigiadas lutam juntas contra monstros descobertos pela frota de Cabral. No entanto, passam a ser rivais após uma promessa ter sido quebrada por uma delas. Barone e Valfenir terão, no fim de sua linhagem, dois jovens que irão se unir para continuar a missão de suas famílias e acabar com essa rixa. Lilith Barone, com seus poderes especiais, descobre que terá a função de lutar para combater inúmeros demônios. Para isso, precisa de Estrada Livre, a espada que irá ajudá-la a enfrentar essas terríveis criaturas. O que ela ainda não sabe é que, enquanto luta para acabar com monstros externos, abriga um dentro de si, talvez muito maior do que todos os outros.






A história de como eu conheci esse livro é bem diferente: eu estava no Facebook e uma colega dos tempos da escola comentou sobre ele na timeline, eu conheci a autora, conversamos, e encontrei com ela no shopping da cidade. Naila Barboni é uma moça jovem, inteligente e muito simpática, assim que a conheci fui correndo conferir a história!

Estrada Livre traz Lilith Barone como protagonista principal, Lilith descobre que é uma Patrona (responsável por derrotar os demônios que assolam a Terra), e recebe a espada Estrada Livre como herança de seu avô, a fim de cumprir sua missão. O que a moça não esperava era se apaixonar pelo inimigo da família: um Valfenir.

O enredo criado é original, no início a questão de “matar demônios” me lembrou vagamente a série Instrumentos Mortais, mas o rumo abordado por Naila Barboni é totalmente diferente, a história segue um outro ponto e é  mais juvenil do que o livro da Cassandra Clare.

A narrativa foi bem construída e os personagens são bem caracterizados, achei que alguns capítulos se arrastaram mais lentamente, mas logo emendava em outro em que havia mais ação e a história tomava seu rumo novamente.

Estrada Livre muitas vezes abordou um lado sombrio dos Patronos, além das consequências que existem em ter essa função no mundo. Em algumas partes do livro cheguei a ficar com medo do que estava acontecendo, mas como sou muito medrosa acho que esse fato não conta muito, haha.

Enxerguei em Naila um grande potencial para a escrita. Ela tem muita criatividade e sabe o que quer. Tem dom para isso, então com certeza irá se desenvolver como escritora de uma forma maravilhosa! Torço muito por ela e espero que vocês, leitores, tenham logo a oportunidade de conhecer os Barone e os Valfenir!

Seus olhos brilharam quando finalmente tomou a decisão de encontrá-la. Nem que para isso tivesse que acabar com a vida na Terra. - Prólogo de Estrada Livre

7 comentários:

  1. Caracas, a história parece muito interessante! Ainda não tive a oportunidade de ler a série Instrumentos Mortais, mas pude prestigiar a adaptação cinematográfica e até que gostei (exceto pela trilha das partes românticas).

    Abraços!

    Sailor B.
    http://plasticobolhaeunicornios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Andresa!
    Noossa interessante como você conheceu o livro, é tãao bom quando isso acontece!
    Achei super bacana o tema central do livro, essa capa é simplesmente linda e o fato da garota ser uma patrona e ainda se apaixonar pelo inimigo, deixa tudo mais incrível!!!
    Fiquei super curiosa pra ler!

    Beijos!

    http://meudiariojk.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar desse livro, mas a sua resenha me deixou muito curiosa e interessada. Vou procurar ler em breve e espero gostar assim como você.
    Beijos,
    http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conhecia o livro, nem a autora, mas o enredo me chamou bastante a atenção! Adoro estórias com seres sobrenaturais e fiquei curiosa para saber como será o desfecho dessa estória, parece ser mesmo uma ótima leitura e muito original! :)

    ResponderExcluir
  5. Acho a capa do livro linda e ela ja havia chamado minha atenção, e pelo que li de sua resenha o livro apesar de ser mais juvenil..acho que me agradaria sim, é uma serie? Pretendo ler, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Já vi esse livro e fiquei interessada. No entanto não conheço essa autora, mas parece-me que o livro é ótimo, li sua resenha e fiquei mais interessada ainda, sua resenha ficou maravilhosa e com certeza todos que lerem ficaram com vontade de ler o livro. Espero um dia ler esse livro e gostar, assim como você :)

    ResponderExcluir
  7. O enredo e bem diferente, ainda nao li nenhum livro que o personagem tende a matar demonios e tal, achei legal a historia espero poder ler.

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal