19 de jan de 2013

Fiquei com seu número - Sophie Kinsella

Editora: Record
Páginas: 462

A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir. 





Assim que pus os olhos no livro, ainda em inglês, eu sabia que era o tipo de história que me agradaria. Uma história divertida, com aquela pitada de romance irresistível e muitas atrapalhadas, ou seja, o livro perfeito para curtir as férias. Realmente "Fiquei com seu número" foi uma ótima "companhia" para minhas férias no início de janeiro... Eu fiquei doente, fui para a praia e chovia a todo o momento e estava morrendo de raiva por conta dos dois fatos, então graças a maravilhosa Sophie minhas férias ficaram menos entediantes.

Enfim, estou aqui para contar um pouco sobre o livro e minhas impressões e não me lamentar, rs. O livro inicia-se com Poppy, completamente desesperada, por ter perdido seu anel de noivado valiosíssimo, que está na família de seu noivo há três gerações! E como se não bastasse, quando estava na rua tentando ligar para alguém que pudesse ter encontrado o anel, um garoto passa correndo e rouba seu celular!

Porém, com uma ajudinha do destino, ela encontra um celular jogado dentro de uma lata de lixo! Um Nokia novinho e pronto para ser usado! Mais tarde Poppy descobre que o celular não foi simplesmente descartado no lixo, ele era propriedade de uma grande empresa e o dono do aparelho o quer de volta. Mas você acha que nossa querida personagem devolveria um celular, sendo que passou aquele número para todos os seus contatos, caso alguém encontrasse sua aliança? Claro que não! Entretanto, Sam, o dono do celular, precisa dele de volta e Poppy não é uma pessoa má... Então eles resolvem que a moça encaminharia todos os recados que chegassem ao aparelho para o número de Sam e que o devolveria assim que encontrasse o anel.

Sem perceber, Poppy acaba se transformando em uma quase assistente de Sam, e além de apenas encaminhar os recados para ele, não resiste e começa a "vasculhar" toda a vida do moço! Sam e Poppy acabam ficando cada vez mais próximos, por conta dos e-mails e torpedos que enviam um para o outro durante todo o dia, e percebem que algo muito estranho pode acontecer com a vida dos dois...

Poppy é uma personagem muito original. Me identifiquei com ela em algumas ocasiões e torci muito para que tudo desse certo no final. Sam é igualmente incrível, seu jeito sério (mas divertido algumas vezes... vai entender) conquista qualquer um! 

Sophie Kinsella me surpreendeu mais uma vez com o melhor do chick-lit. Fazia muito tempo que eu não lia nada da autora e só agora percebi o quanto estava sentindo falta de sua escrita! A única crítica que faço à "Fiquei com seu número" é achar que faltou pouquinho mais de romance (sim, eu adoro romance, adoro adoro adoro, haha), mas fora isso não tenho do que reclamar. Recomendo muito este livro! Você terá momentos deliciosos lendo-o, assim como eu tive!

"Meu instinto é mandar uma mensagem de texto para alguém dizendo: 'Ai meu Deus, perdi meu celular!' Mas como posso fazer isso sem um maldito celular?" Pág. 18

11 comentários:

  1. Amei esse livro! Dei muitas gargalhadas com ele, foi meu primeiro livro da Sophia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viviane, TODOS os livros da Sophie são fantásticos! Impossível escolher o melhor!!!!

      Excluir
    2. Eu amei e já estar entre os meus favoritos "O Segredo de Emma Corrigan". Nunca ri tanto na minha vida, tive até uma crise de asma de tanto rir. Já tenho mais 3 livros delas que vou ler esse ano. Eu amei descobrir a Sophie!

      Excluir
  2. Querida Andresa!!!

    Eu li "Fiquei com seu número" exatamente na mesma época hahahhahaha! Foi nos últimos dias de dezembro, naquele clima de fim de ano, e eu AMEI o livro!!

    Aliás, amoooooo todos os livros da Sophie! Ela tem um jeito único de escrever, é fantástica! Uma das minhas autoras favoritíssimas :)

    Uma autora nacional que li e achei tão boa quanto a Sophie foi a Carina Rissi... li "Procura-se um marido" e, muitas vezes, parecia muito ser a Sophie narrando ^^

    Recomendo demais!


    Um beijão <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Samy!

      Também achei a escrita da Carina super parecida com a da Sophie! Deliciosa de ler *-* muito amor!

      Aliás, mal vejo a hora de ler "Quero ser Beth Levit"! Lança logo, rs!

      Beijoo ♥

      Excluir
    2. Concordo a Carina é tão boa quanto...e o melhor de tudo é que é nacional! O engraçado é que descobri a Carina no mesmo dia que descobri a Sophie. Eu estava órfã, tinha acabado de ler Seleção e me indicaram esses dois livros lí primeiro o da Sophie, mas logo em seguida lí o Perdida e simplismente amei. Que sorte nós temos de ter essas duas escritoras maravilhosas no mundo!

      Excluir
  3. Oi Andressa! Vendo a resenha eu até fiquei com vontade de ler o livro... li apenas um da Sophie -Delírios de Consumo na 5ª Avenida- e a leitura só me prendeu no final e eu acabei um tanto decepcionada. Mas como estão falando super bem de Fiquei com o seu Número, acho que vou dar mais uma chance haha

    ResponderExcluir
  4. Nossa, parece que você possui poderes sobrenaturais, porque eu acabei de ler esse livro. Tipo... Ahn... Há uma hora, mais ou menos. E, caramba, adorei muito! É o primeiro livro da Sophie que leio, e eu amei demais! Ri demais! A Poppy é muito doida e engraçada e, se ela não tivesse dito que tinha 29 anos, pensaria que estava no início dos vinte. Eu simplesmente adorei ela!
    E o Sam. Ai, Sam. Sério, frio, rude e direto. Eu me encantei com ele e, sinceramente, eu poderia me apaixonar por um homem como ele, se eu fosse mais velha. É, vai entender, mas eu gostei mesmo dele, ele faz bem o tipo que eu gosto. Mas enfim...
    Amei a escrita de Sophie. Muito lindo!

    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  5. Ainda não consegui ler nenhum livro da Shopie #shameonme , mas todos parecem ser romances bem divertidos. Adorei a resenha!



    Bianne Souza - @BiahB @garotapaidegua
    www.garotapaidegua.com

    ResponderExcluir
  6. Quando falam em Chick-lit a Sophie é uma referência super grande.
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Andresa!
    Puxa vida, acho que fui a única que ficou um pouco chateada com esse livro. ahsuhauha O começo foi difícil porque eu não gostei da Poppy... Quando ela ficava se metendo nos negócios do Sam, então... Aliás, Sam ♥ hehe Eu também senti falta do romance, mas achei uma delícia que não tenha acontecido muita coisa nessa linha pois deu um gostinho especial ao final. ^_^

    Beijos!

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal