21 de jan de 2013

IN BOOKSHELF ENTREVISTA... FERNANDA BELÉM



Fernanda é jornalista por formação e escritora por paixão. Nascida em Niterói, no Rio de Janeiro, sempre amou os livros e as histórias.
Antes da faculdade de jornalismo, Fernanda quase se tornou uma atriz profissional, mas descobriu que gostava mais das coxias e da produção cultural. Foi quando desistiu dos palcos e foi para os bastidores.
Cursando Comunicação Social, continuou trabalhando com teatro e também com esporte. A paixão pelo futebol deu à Fernanda a idéia de um site escrito apenas por jornalistas mulheres – o Bela da Bola.
Na literatura, Louca Por Você é o primeiro de muitos romances que Fernanda pretende colocar nas estantes de livrarias e casas por todo o mundo.






Como foi escrever "Louca por você"? De onde veio a inspiração para a história?

Qual é a pessoa que não tem um primeiro amor inesquecível? As histórias são sempre diferentes umas das outras, mas que aquela primeira paixão marca para sempre, ninguém pode negar. O problema é que na maioria dos livros, tudo se resolve muito fácil. Todos os romances que leio, os amores acontecem e os problemas são resolvidos com o estalar dos dedos. Nada é complicado. Mas na vida real, não é o que acontece. Já vi muitas amigas sofrerem de amor. Já ouvi muitas histórias de paixões mal-resolvidas. Foi assim que a ideia do Louca Por Você surgiu. Pensei em escrever um livro de amor, mas com os pés no chão. Não escrevi um conto de fada, mas uma história cheia de sentimentos e de fatos que podem ocorrer no dia a dia de qualquer pessoa. Sei que cumpri o meu objetivo, pois desde quando o livro foi lançado, já recebi diversos e-mails de pessoas que nem conheço dizendo como tinham se sentido após a leitura. Até me emocionei com as histórias de algumas dessas pessoas, que diziam que o livro parecia ter sido feito para elas. Mas apesar de ser pé no chão, não é um livro pesado. Como a maioria das pessoas avaliam, o Louca Por Você é um livro carregado de todos os tipos de sentimentos e sensações. Divertido, emocionante, que dá raiva em alguns momentos e suspiros em outros. Todo mundo que ler, vai se identificar com algum dos personagens e das histórias vividas por eles.


Você é formada em Jornalismo e possui um site sobre futebol. Quando percebeu que também tinha vocação para ser escritora? Era algo que você sempre quis?

Sempre fui apaixonada pelas palavras. Entrei para a faculdade de jornalismo para poder ler e escrever ainda mais. No meu site, o Bela da Bola, gosto de escrever do meu jeito. Até no futebol gosto de colocar um pouco de poesia. Sou completamente apaixonada pelas crônicas esportivas do Nelson Rodrigues. Mas além da minha paixão pelo futebol, também adoro os romances e sempre quis escrever os meus livros. Esse era um sonho antigo. Ainda tenho muitas histórias para contar.


Em sua opinião, como está o cenário da literatura brasileira atualmente? Você acredita que o público perdeu o preconceito com livros nacionais?

Eu não gosto muito de levantar bandeira, sabe?! "Leiam apenas livros nacionais!" Acho que quando fazemos isso, estamos criando aí um certo preconceito. Eu sou completamente apaixonada pela literatura estrangeira assim como sou louca por livros de autores brasileiros. Não acho que a nacionalidade do autor deva interferir na hora de ler ou não ler uma obra. Infelizmente eu sei que muitas pessoas não pensam assim. O brasileiro tem essa mania de valorizar muito mais o que vem de fora. Acho que todos deveriam dar uma oportunidade para os livros nacionais. Particularmente eu adoroooooo quando leio um livro que fala sobre um lugar que eu já conheci. Sempre me sinto mais próxima dos personagens. Acredito que quanto mais as pessoas passarem a ler - de tudo - esse "preconceito" com os nacionais vai diminuir. Porque as pessoas que amam ler, não olham a nacionalidade do autor... Elas só querem saber se o livro é ou não é maravilhoso.


Você se identifica com sua personagem principal (Renata)?

Eu me identifico com todos os personagens do meu livro (risos!). Sempre digo que são como filhos e os filhos sempre puxam alguma coisa dos pais. A Renata é uma personagem que é polêmica. Adoro o jeito dela, a força que tem, mas eu não teria a paciência que ela teve para esperar um amor. 


Conte-nos um pouco sobre seu novo projeto, o livro "Ah, o verão!".

Ah, esse livro é o meu xodó. Bem diferente do Louca Por Você, o meu segundo romance é bem levinho, inocente, doce... Sabe aquelas histórias que você suspira quando termina de ler?! Vocês vão encontrar isso no - Ah, o verão! E ele será publicado por uma editora que eu estou completamente apaixonada, a Valentina, em setembro. Quando fui assinar o contrato, ficamos mais de três horas conversando sobre livros e autores que amamos. É tão gostoso saber que o nosso trabalho será cuidado por pessoas que sabem bem o valor de um livro, que fazem tudo com o maior capricho!! Acredito que vocês vão adorar e relembrar muitas histórias!! 


Qual dica você da para jovens que pretendem se tornar escritores?

Leiam muito e não tenham pressa. Escrevam com cuidado, coloquem sentimento nas palavras e não parem depois de uma crítica. E sempre releiam o que escreveram. Não apenas uma vez, muitas vezes! E não fiquem chateados se levarem um não. Cabeça erguida e não deixem de tentar. Uma hora o sim aparece!


2 comentários:

  1. O livro dela parece ser ótimo, a capa é muito amor!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela entrevista! Muito sucesso para a autora e para o blog, também.
    Te indiquei para um selinho lá no meu blog! Quando ter um tempinho, pode conferir. Um beijo!

    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/2013/01/premio-dardos.html

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal