18 de ago de 2013

O Projeto Rosie - Graeme Simsion

Editora: Record
Páginas: 320

Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva. Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal. O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.


Sabe aquele livro que te conquista desde o momento em que lê a sinopse e vê a capa? Pois foi o que aconteceu quando me deparei com "O Projeto Rosie". Fiquei super curiosa para conferir a história e posso afirmar que o conteúdo é sim tão encantador quanto todo o resto.

Don Tillman é um professor de genética muito metódito, simples e racional. Ele é o tipo de pessoa que não pensa antes de falar, que encontra uma solução prática para tudo e que quer tudo nos eixos. Odeia sair da sua rotina (fica bastante frustrado quando isso acontece) e é muito, MUITO inteligente. E claro, como todo ser que quer as coisas nos conformes, Don é musculoso por se preocupar com sua saúde e de boa aparência.

Apesar de achar que tudo está indo bem com sua vida, Don nota que mesmo sendo bom em vários aspectos ele não consegue encontrar uma esposa e que, quando tem um encontro, as coisas nunca dão certo. Por conta disso ele resolve criar o Projeto Esposa, que nada mais é do que um questionário com mais de 16 páginas com perguntas que dirão à ele se a mulher é ou não perfeita. As questões se referem desde coisas simples como  fumar e beber, até coisas não tão corriqueiras, como saber calcular o IMC.

Mesmo querendo se dedicar ao máximo ao Projeto Esposa, o destino brinca com a vida de Don e coloca a mulher menos ideal (de acordo com o questionário) em seu caminho. Rosie é fumante, bebe, é vegetariana e está sempre atrasada. E mesmo tentando se afastar dessa mulher "totalmente incompatível", Don se une a ela para ajudá-la em outro projeto e para, quem sabe, conhecer coisas em si mesmo que até então desconhecia.

Gostei muito do livro de Graeme Simsion. A história foi super original, principalmente por partir de um ponto de vista diferente, pois é um chick-lit narrado por um homem! Don também não é um personagem como qualquer outro, ele é muito engraçado, mas o que o torna assim tão divertido é fazer as coisas sem pensar e agir de forma natural. O seu jeito de raciocinar é peculiar, diferente de qualquer outro personagem que eu já tenha "conhecido".

Ri demais durante a leitura. Inclusive passei vergonha no ônibus e no trabalho porque ri alto sem querer, hahaha! Mas não consegui me conter, algumas cenas são realmente hilárias e o modo como o autor conta os detalhes tonar tudo ainda mais fascinante.

Entretanto, o que mais me prendeu no livro foi notar que mais do que um chick-lit feito para nos divertir é um livro com diversos ensinamentos, tanto no campo científico, quando ele comenta principalmente sobre a Síndrome de Aspenger, como questões sociais, psicológicas e sentimentais. Com certeza é um livro que recomendo para todos, sem distinção. Eu amei!

"De volta a toda velocidade, num Porshe vermelho dirigido por uma linda mulher e ouvindo aquela música, tive a sensação de estar diante do precipício para outro mundo." Pág. 110

7 comentários:

  1. Eu sou apaixonada por Chick-lit e desde que soube desse lançamento, fiquei louca para ler. A sua resenha me deixou louca para comprar logo esse livro, rsrs
    Beijos,
    Luana Karla - Sector 12 - http://sector-12.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Andresa
    Adorei a sua resenha. Realmente esse livro é maravilhoso. Depois que eu li a sinopse comprei na primeira oportunidade e devorei.
    Sou completamente apaixonada pela história e pelo ponto de vista de Don. Ri, chorei, grite e várias vezes briguei com ele...rs
    Parabéns pelo blog.
    Beijos =)

    ResponderExcluir
  3. Oiii!

    Adorei sua resenha, estou com muuuuuuuuita vontade de ler esse livro. A capa dele é muito encatadora né?

    http://www.acidamentesensivel.com/

    ResponderExcluir
  4. Adorei, vou colocar na minha lista de livros que quero ler <3333

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Oi Andresa, esse livro foi uma surpresa para mim. Eu adorei e fiquei fascinada pelo Don, eu adoro personagens inusitados e diferentes. O livro tem mesmo um bom humor contagiante e conteúdo, o que eu acho indispensável. Concordo com a sua opinião, é um livro delicioso de ler. Beijos,
    http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li o livro, mas ele parece ser muito interessante. Por esses dias fiquei sabendo que um chick-lit narrado por um homem, na verdade se chama lad lit! Tem até nome de gênero próprio e eu não sabia! haha E nunca nem li, ainda. O Don parece ser uma figura! Fiz esse teste do Projeto Esposa e deu que sou incompatível! kkk E a capa é linda, mas dá a impressão que é narrado por uma mulher. Ou só eu achei isso? =x Enfim, já está nos meus desejados. E é uma das minhas próximas leituras!

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal