14 de set de 2013

Bruxos e Bruxas - James Patterson

Editora: Novo Conceito
Páginas: 288
Resenhado por: Ana Paula da Cruz

No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.


Sempre tive medo de ter expectativas muito elevadas em relação às histórias para que o ‘tombo’ não fosse tão grande caso eu me decepcionasse, mas infelizmente com o livro Bruxos e Bruxas eu não consegui me controlar (afinal, é James Patterson) e desde que chegou eu quis ler imediatamente... Quando finalmente consegui iniciar a leitura percebi que era totalmente o inverso do que eu tinha em mente, mas mesmo assim AMEI e recomendo muito! Não, não estou louca... Deixem-me explicar. 

A história trata sobre a vida dos irmãos Allgood, o With (Withford), de 17 anos atleta e muito bonito e Wisty (Wisteria) que tem 15 anos e está no auge de sua sadia rebeldia adolescente. Começamos sabendo que ambos foram levados embora na calada da noite e sem explicação coerente, simplesmente aparece o pior inimigo deles, que estuda na escola, Bryan cara de fuinha, falando que eles são bruxos muito perigosos e que irão para um reformatório com o intuito de serem julgados pela Nova Ordem, que é um novo “sistema político” que se instalou na cidade e que faz tudo e todos com menos de 18 serem perigosos.

Quando então chegam ao reformatório, Whit e Wisty passam por várias privações - comida, sono, conforto - e muitas provações – corrida contra gigantescos cachorros para conseguir comida e água é um exemplo - porém no reformatório é que eles percebem que Bryan e o líder da Nova Ordem, O Único que é o Único, talvez não estivessem tão errados assim em chamá-los de bruxos e, mais ainda, em terem medo dos irmãos Allgood.

Achei o livro muito bom de ler, o li em dois dias! Os irmãos sofrem um pouquinho, mas mesmo assim eu me diverti lendo! E foi aí que se instalou o problema. Não sei se foi pelo título místico, cores escuras e marketing sombrio criado para o livro, mas eu esperava uma leitura tensa e nervosa, entendem? E isso não aconteceu. 

Entretanto, essa foi a única coisa que me incomodou, eu esperava um tipo de história e enredo e ganhei outro tipo de leitura. Enfim, passado o choque, me entreguei totalmente ao mundo dos bruxinhos e me encantei. Em relação à escrita não preciso nem mencionar, né? Maravilhosa!

Com uma história gostosa, o livro é dividido em capítulos reduzidos, sendo narrados alternadamente pelos irmãos Allgood, e é em primeira pessoa, o que faz com que estejamos dentro das situações que estão acontecendo com eles e também percebendo o que cada um está sentindo no momento. Essa mescla de personagens também faz a leitura bem leve e extremamente agradável.

Adorei a Wisty, ela é bem decidida e forte para a idade dela. O Whit também me cativou, bem inteligente e sempre com a mente em ação. O foco realmente são os irmãos Allgood, pelo menos a mim nenhum outro personagem chamou tanto a atenção, eles eram realmente as estrelas do show. Fiquei muito curiosa com continuação, e espero que vocês também queiram se aventurar pelo submundo com os Allgood, só espero que não encontrem nenhum corvo perigoso e nenhum “meia-luz” pelo caminho das sombras. ;)

“E não se preocupe demais com Whit e comigo. Notícias sobre o que acontece depois vão dar um jeito de chegar até você. Prometo! E eu sou uma bruxa assustadora que cumpre suas promessas.” Pág. 272

10 comentários:

  1. huum, adorei sua resenha, descreve muito bem olivro e os personagens.
    estou bem curiosa para ler .



    http://livrosumapaixao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. huum, adorei sua resenha, descreve muito bem olivro e os personagens.
    estou bem curiosa para ler .



    http://livrosumapaixao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha e da forma como descreveu !! fiquei com vontade de ler

    ResponderExcluir
  4. Cíntia Abs da Cruz20 de setembro de 2013 13:30

    Ótima resenha! Será o meu "terceiro" da lista!

    ResponderExcluir
  5. Sempre adorei o universo dos Bruxos, e com esse livro não foi diferente! Já pensou, do nada, você descobrir que é um bruxo ? Cara, só por ler o título eu ja sabia que iria amar essa história, depois de ler a resenha, essa minha vontade só aumentou! *_* , quero muito ler esse livro, muito muito mesmo!

    Uma ótima resenha, *_*

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua resenha, pois tinha lido algumas resenhas que falavam que o livro não era tão agradavel assim, mas sua resenha me animou um pouco por que eu nao quis ler com grandes expectativas e me decepcionar . Enquanto ao titulo. adoro livros que tenham bruxas

    ResponderExcluir
  7. Ótima Resenha !! Agora fiquei com uma super vontade de ler :3 haha

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha! Amanhã mesmo vou na biblioteca pegar!

    ResponderExcluir
  9. *-* amei, mal posso esperar para ler

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal