17 de nov de 2013

10 coisas que nós fizemos - Sarah Mlynowski

Editora: Galera Record
Páginas: 336


Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com um amigo e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado… por cada coisa que não deveria ter feito.









Solicitei esse livro para resenha depois de ouvir algumas blogueiras falarem bem sobre a autora. Sinceramente, eu não esperava muita coisa além de descontração, a capa passa bem isso e, como já era de se esperar, foi exatamente o que encontrei. É um livro para se passar o tempo e animar a rotina.

Com uma narrativa simples e gostosa, Sarah Milynowski nos apresenta April, uma garota que conquista sua liberdade aos 16 anos quando seu pai decide se mudar para outra cidade e ela o convence a deixá-la morar com uma amiga. O que seu pai não sabe é que a mãe da amiga também não estará em casa!

Agora, April poderá sair e voltar a hora que quiser (e não cumprir o prometido de nunca passar das 22h), poderá passar a noite com seu namorado em seu próprio quarto, dirigir pela cidade... E fazer muitas coisas que provavelmente não deveria com a companhia de sua nova roommate, a amiga Victoria.

Os personagens são interessantes, April é uma adolescente que quer ser "gente grande", mas que aos poucos percebe que viver sozinha é muito mais difícil do que imaginava. Vi também tenta mostrar ser alguém que não é, porém logo se encontra com o seu "eu" de verdade. Todos os personagens me surpreenderam de alguma forma, ou na personalidade ou em ações que desenvolveram durante a história. Este foi um ponto positivo do livro!

O livro é recheado de acontecimentos cômicos e situações inesperadas, mas nada que tenha me deixado muito chocada, exceto o desfecho da história que, para mim, foi bem original. Me diverti muito lendo, mas não cheguei a gargalhar ou achar incrível. Foi um livro: ok.

A diagramação feita pela editora ficou bacana, principalmente quando há troca de e-mails. “10 coisas que nós fizemos” é um livro para aqueles que buscam algo descomprometido, apenas uma leitura jovem e divertida. Acredito que seja um ótimo livro para se ler durante as férias.

"Dois garotos seminus na sala de estar. Um usando uma tiara. Mais garotos seminus nos quartos. Garrafas vazias de bebida alcoólica e copos jogados. E a mãe de Vi em lugar nenhum. Eu era uma princesa morta." Pág. 10

3 comentários:

  1. Apesar de gostar de livros divertidos e leves, 10 Coisas que Nós Fizemos não me chama nem um pouco a atenção, o que é uma pena. :(
    Beijos,
    http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu curto livros com situações cômicas, mas tem que me fazer gargalhar, chorar de rir, como acontece com os livros da Sophie Kinsella.

    ResponderExcluir
  3. Me lembrou muito aquelas comédias americanas tipo American Pie, mas nesse caso com protagonista feminina - e consequentemente, não tão vulgar.
    Leria numa boa, apesar de não ser meu tipo de leitura.

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal