2 de jan de 2014

Lágrima (Teadrop) - Lauren Kate

Editora: Galera Record
Páginas: 336
Resenhado por: Ana Paula da Cruz

Depois de perder a mãe em um acidente no mar, Eureka acha que nunca mais voltará a sorrir. E a promessa que fez à mãe – a de nunca mais chorar – se torna quase impossível… até conhecer Ander. Louro, alto e de pele muito branca, o rapaz parece estar em todos os lugares e saber coisas que não deveria sobre Eureka. Inclusive um estranho segredo relacionado às suas lágrimas e aos três artefatos que herdou da mãe: uma carta, uma pedra e um misterioso livro que conta a história de uma menina com o coração partido. Ela chorou tanto que deixou debaixo d´água um continente inteiro. Logo Eureka vai descobrir que a antiga lenda é mais que uma história, que Ander pode estar dizendo a verdade e que sua vida pode ter um curso mais sombrio do que ela imaginou.



Eureka, nossa protagonista, tem 17 anos e acabou de passar por um trauma muito forte: sua mãe, a melhor amiga que sempre teve, morreu em uma onda que apareceu misteriosamente quando elas passavam por uma ponte... Eureka nunca foi de ter muitos amigos, apenas Cat e Brooks, e após esta trágica perda, Reka se torna ainda mais fechada com as pessoas, perde toda a vontade de viver e tudo o que deseja é sua mãe, Diana, de volta. Outro fato que faz com que a vida de Eureka não seja um mar de rosas é que, com a morte de Diana, ela teve que ir morar com o pai e com a madrasta, que não é muito fácil de conviver. Apenas os gêmeos, irmãos de Reka, são a alegria daquela casa.

Em meio a este tumulto emocional, algumas coisas diferentes e inusitadas começam a acontecer. Ander, um menino muito charmoso e que parece conhecer Eureka muito bem, bate em seu carro e depois começa a aparecer e a encontrar com Reka em todo lugar que ela está. Além disso, Diana também deixa alguns objetos como herança para Eureka: um aerólito, um livro em uma língua antiga e desconhecida e um colar que parece lacrado. A questão é que Eureka não compreende tais objetos ou o que Diana quer que ela faça com eles. Até que revelações começam a vir à tona em relação à vida de Reka, os objetos deixados pela mãe e o porquê dela nunca, jamais, poder chorar.

Não sabia bem o que esperar do livro, nunca havia lido nada de Lauren Kate, mas confesso que me impressionei positivamente com a escrita dela. Muito bem descritos os lugares, personagens e pensamentos, uma leitura que de vez em quando foi um pouco parada, mas muito boa e envolvente. A história que a autora criou também me surpreendeu, não havia lido nada com a temática apresentada e, para mim, foi bem diferente e muito bem embasada em cima das lendas e histórias que iam aparecendo ao longo da leitura. 

Apesar de ter gostado bastante do livro pude perceber que neste primeiro volume da série a autora nos apresentou apenas elementos primários: o mistério que envolve a vida da protagonista e algumas revelações que nos mostram para que lado o restante da série irá se inclinar, assim como a maneira que a protagonista reagiu a essas mudanças. Deixa um grande espaço em aberto para os volumes seguintes e ao mesmo tempo uma curiosidade aguçada para descobrir que fim se dará. Só espero que tenha uma pitada de aventura em mundos alheios no próximo. 

“Ela valia qualquer coisa, porque ela valia tudo.” Pág. 332

Um comentário:

  1. Minha primeira experiência com a autora não foi muito boa, eu não consegui gostar de Fallen como a maioria, porém eu gostei DEMAIS da premissa de Teardrop. Tanto que, mesmo receosa, quero dar uma chance para o livro. Espero gostar.
    Beijos, http://rehabliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

• Escreva um comentário e deixe uma blogueira muito feliz!

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul editado por Anderson Vidal